5 museus imperdíveis para visitar em Manaus

0
128
Na lista dos 5 museus imperdíveis em Manaus, o MUSA é uma ótima opção para quem busca museus que reúnem a apreciação da fauna e flora amazônica/ Foto: Divulgação

Manaus reúne diversos atrativos com belezas naturais e arquitetônicas que proporcionam um mergulho cultural e turístico na Amazônia. Especificamente falando dos museus espalhados pela cidade de Manaus, os visitantes podem contemplar uma variedade enorme de tesouros históricos locais, incluindo cartas, gravuras, pinturas, esculturas, documentários, exposições tecnológicas e muito mais. 

Para aqueles que estão em busca de passeios culturais em Manaus, a Amz.Live separou 5 ótimas opções de museus:

1) MUSEU DA CIDADE DE MANAUS

Reunindo beleza arquitetônica, exposições tecnológicas, peças arqueológicas e artigos regionais, o Museu da Cidade de Manaus já recebeu mais de 15 mil visitantes, desde sua inauguração no aniversário da cidade, em outubro de 2018. O Museu, localizado no Paço da Liberdade, Centro Histórico da cidade, foi usado como sede do governo municipal durante décadas até tornar-se a casa que conta a história do povo manauara. 

Oito salas do Museu da Cidade de Manaus retratam a vida cotidiana, a identidade e a cultura de gerações passadas, por meio de exposições de longa e curta duração, utilizando-se da interatividade para contar a história da cidade de Manaus a partir de textos, sons e imagens, com caráter educativo, lúdico e dinâmico e atraindo a atenção, o olhar e a sensibilidade até dos visitantes mais novos.

As atividades do museu são realizadas de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Para agendamento de escolas e grupos, deve-se entrar em contato no número 3622-4991 ou whatsapp 98822-4497.

2) MUSEU DO SERINGAL VILA PARAÍSO

O Museu do Seringal Vila Paraíso, localizado no Igarapé São João, na área rural de Manaus, foi inaugurado no dia 16 de agosto de 2002 e proporciona uma viagem no tempo ao período áureo da borracha. O espaço reproduz um seringal do final do século XIX e início do século XX, época do ciclo da borracha e período de grande ascensão econômica do Amazonas. O lugar é um dos pontos turísticos do Amazonas que insere conhecimentos sobre a história e natureza durante as visitas.

Nas visitas, que são guiadas, é possível conhecer desde o processo de produção das pelas de borrachas até a diferença latente entre o modo de vida do seringueiro, o qual vivia em condições análogas à escravidão, e a do seringalista, o dono do seringal que ostentava uma vida de luxo e conforto, mesmo estando dentro da floresta.

O acesso ao museu é feito somente por via fluvial em viagens de barco que duram cerca de 25 a 30 minutos, com saída pela Marina do David, no final da Estrada da Ponta Negra.

3) MUSEU DO TEATRO AMAZONAS

O Museu do Teatro Amazonas foi criado em 1971, sob a coordenação do compositor e cantor Pedro Amorim. O Museu tem o objetivo de mostrar as peças mais raras e equipamentos utilizados pelo Teatro Amazonas em épocas longínquas. 

No local podem ser encontrados objetos de uso pessoal de artistas, como as sapatilhas dos bailarinos Margot Fonteyn, Marcelo Mourão Gomes, Ana Laguna e Mikhail Baryshnikov, além de vasos de porcelana, jarros ingleses, escarradeiras holandesas em porcelana, lâmpadas de 1896 e programas de espetáculos do final do século XIX. Todas essas peças e raridades fazem parte do acervo histórico e artístico conservado ao longo dos mais de 125 anos do Teatro.

A visitação é organizada conforme os mais modernos padrões, com guias bilíngues, valorizando e diversificando a programação do tour. Aberto de terça a sábado, das 9h às 17h e aos domingo, das 9h às 14h, a visitação do teatro é realizada mediante pagamento de bilheteria no valor de R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia entrada).

4) MUSEU DO PALÁCIO DA JUSTIÇA

Inaugurado no início do século XX, o imponente prédio localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, foi projetado para sediar o poder judiciário do Amazonas. Com a mudança deste para outra localização, o prédio foi então revitalizado e reinaugurado em 2006 como Centro Cultural Palácio da Justiça. Buscando a promoção da arte e cultura no Amazonas, o local é aberto gratuitamente para a visitação pública e também para a exposição de projetos de artistas locais.

O prédio possui portões de ferro fundido importados de Glasgow, na Escócia, e calçada e escadarias em pedra de Liós, de Lisboa. O teto do hall é revestido em estuques com paredes em imitação de mármore e a escada principal tem guarda-corpo metálico, com arcos dourados com seis hermas ou cariátides, importadas de Lisboa. O piso do hall é de ladrilhos hidráulicos. Já o segundo andar é decorado com balaustradas, óculos, tetos recobertos com estuques, colunas, cartelas e paredes marmorizadas e piso de madeira (acapu e pau-amarelo).

As salas de exposições recebem os nomes em homenagem às personalidades do poder judiciário. A ambientação de algumas dessas salas remetem à atividade judiciária que era executada no local até poucos anos atrás, outros gabinetes de autoridades hoje abrigam obras e exposições temporárias e itinerantes.

É possível visitar a Sala do Tribunal de Júri e a Sala de Julgamento da Corte do Desembargadores. No local ainda permanecem as cadeiras em madeira de lei e palhinha da india originais, onde sentavam os jurados, plateia, os réus e o juiz.

5) MUSEU DA AMAZÔNIA – JARDIM BOTÂNICO (MUSA)

Criado em janeiro de 2009, o Musa ocupa 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, em Manaus. Nesse espaço, os visitantes podem apreciar uma extensa área de floresta de terra firme, nativa, que há mais de 60 anos apresenta exposições, viveiros de orquídeas e bromélias, lagos, aquários e muito mais

No Musa são desenvolvidas diversas pesquisas em prol do meio ambiente. No espaço, os visitantes se deparam com laboratórios experimentais de serpentes, de insetos e além de um lindo ambiente criado especialmente para o estudo de borboletas. A maior atração do local é a torre de 42 metros que permite fruir uma magnífica vista do dossel das árvores da floresta, inesquecível quando vista às seis da manhã. Além disso, trilhas na floresta proporcionam ao visitante passeios agradáveis e descobertas surpreendentes. 

Para agendamento de visitação ao espaço de segunda a sabado (exceto quarta-feira), das 8h30 às 17h (com o portão fechando às 16h), os interessados devem ligar no número 3582-3188/ 99280-9059